Notícias › 22/03/2018

Falece Irmã Maria do Rosário, fundadora da Pastoral do Menor

Irmã Maria do Rosário Leite Cintra [na foto, com o crucifixo, ao lado da Presidente da Funac-MA, Elisângela Cardoso], uma das fundadoras da Pastoral do Menor, junto com Dom Luciano Mendes de Almeida, faleceu na madrugada desta quinta-feira, 22, em São Paulo. Ela tinha 82 anos e pertencia à Congregação das Filhas de Maria Auxiliadora.

Além de idealizadora da Pastoral do Menor, Irmã Maria foi uma das relatoras do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Durante a Assembleia Nacional Constituinte, nos anos 1980, ela frequentemente viajava de São Paulo a Brasília para dialogar com os congressistas sobre a necessidade de garantir os direitos das crianças e dos adolescentes na Constituição Federal.

Irmã Maria do Rosário até o fim da vida continuou a lutar pela efetiva aplicação do ECA, também a partir do Instituto para o Desenvolvimento Integral da Criança e do Adolescente, por ela criada.

Em um evento promovido pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em 2015, nas comemorações dos 25 anos do ECA, ela afirmou: “Houve um período em que o ECA foi mais acolhido, valorizado e implantado. Depois, houve uma dispersão dos atores iniciais, que hoje se reencontram nesse evento. É uma oportunidade de uma retomada da riqueza que o Estatuto traz como proposta jurídica e social. É um programa para a família, a escola e todas as instâncias que que trabalham com a área da criança e do adolescente”.

Pêsames

“Os agentes da Pastoral do Menor unem-se aos familiares e amigos em oração por nossa querida amiga, mestra e fundadora, Irmã Maria do Rosário Leite Cintra, cujo passamento nos foi anunciado esta manhã”, afirmou em nota, o Coordenador da Pastoral do Menor no Regional Sul 1 da CNBB, Padre Ovidio José Alves de Andrade.

“A morte da Irmã nos entristece pelo fato da Igreja perder uma mulher batalhadora em favor dos mais abandonados pela sociedade, e corajosa por não ter medo de defender aqueles que a maioria das pessoas entendiam que eram indigentes e que não mereciam nenhum apoio. No entanto, sua morte também nos coloca diante de nossa realidade humana e espiritual: para este mundo somos finitos, porém para Deus somos eternos. A Irmã Maria do Rosário não fez apenas um trabalho social, mas conseguiu realizar o que a Palavra de Deus e a Igreja sempre nos ensinou: unir fé e razão. Ela viveu intensamente sua humanidade e, com certeza, viverá de uma maneira perfeita a sua espiritualidade, na eternidade, ao lado do Pai”, afirmou Dom Otacílio Luziano da Silva, Bispo referencial da Pastoral do Menor no Regional Sul 1.

O velório da Irmã Maria do Rosário é realizado na Casa Santa Terezinha, das irmãs Salesianas, localizada à Rua Madre Linda Lucotti, 39, Alto da Lapa, São Paulo. O sepultamento será na sexta-feira, 23, às 8h no Cemitério do Santíssimo Sacramento, na Avenida Doutor Arnaldo, 1200 – Pacaembu, Sumaré.

A Pastoral do Menor do Regional Sul 1 e a Congregação das Filhas de Maria Auxiliadora na oportunidade fazem preces de louvor a Deus pela vida e pela missão desta religiosa que ao longo de sua atuação pastoral lutou em defesa dos direitos da criança e do adolescente.

Padre Ovidio José, concluiu dizendo que irmã Maria do Rosário foi “uma grande apóstola e guerreira”.

Por Canção Nova, com Arquidiocese de SP

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

Comunidade Emanuel Brasil 2014 - 2018 © Todos os direitos reservados