Notícias › 02/03/2018

Lançado o livro “Todos os homens de Francisco – Falam os novos cardeais”

O livro do “vaticanista” Fabio Marchese Ragona, é “uma inédita volta ao mundo, desde as Ilhas de Tonga ao Chile, chegando enfim à Itália e à Cidade do Vaticano, ponto de partida da viagem”.

Na quarta-feira (28) foi realizada a apresentação de um livro que mostra um singular panorama do catolicismo contemporâneo, “Todos os homens de Francisco – Falam os novos cardeais”. O encontro foi realizado na sede do Vatican News e moderado pela jornalista Cesara Buonamici, vice-diretora do Telejornal TG5. Além do autor, também participaram o cardeal Andrés Rodriguez Maradiaga, arcebispo de Tegucigalpa (Guatemala) e Mons. Dario Edoardo Viganò, Prefeito da Secretaria para a Comunicação da Santa Sé.

Ao apresentar o livro, o cardeal Maradiaga, que escreveu o prefácio, contou que o Papa está trabalhando em um documento centralizado na santidade, falou também sobre a reforma da Cúria Romana. A reforma – disse –, não se refere somente às estruturas, mas também às pessoas. Depois lembrou que nesta data, em 28 de fevereiro de 2013, o Papa Bento XVI renunciava ao ministério petrino.

Uma viagem inédita que parte do coração da cristandade

Até agora, Papa Francisco criou 49 cardeais eleitores. Alguns dos novos cardeais – pode-se ler na introdução do livro – foram acordados em plena noite, outros foram avisados por parentes e amigos até por mensagens no celular, ou também encontravam-se em aeroportos, na savana ou almoçando.

No prefácio sublinha-se que os cardeais “explicam como a Igreja de hoje se confronta com um mundo cada vez mais globalizado, da África à Oceania, entre pobreza e guerras civis, crises de vocações, secularização e proliferação de seitas, com a certeza de que as feridas da Igreja estão lentamente se curando”.

Para o autor, o livro parte do coração da cristandade, a Cidade do Vaticano.

Por Vatican News

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

Comunidade Emanuel Brasil 2014 - 2018 © Todos os direitos reservados