Notícias › 14/08/2017

Papa encoraja cultura de acolhimento a migrantes

O Papa Francisco enviou uma mensagem aos participantes do encontro internacional “Mediterrâneo: um porto de fraternidade”, promovido pelas dioceses de Urgento-Santa Maria de Leuca, na Itália, com o apoio de várias instituições. O evento termina nesta segunda-feira, 14, e reúne cerca de 250 jovens de 31 países.

“Faço votos que o significativo evento suscite um compromisso cada vez mais generoso em favorecer a cultura da acolhida e da solidariedade, promovendo a paz e a fraternidade entre os povos”, escreve o Papa na mensagem enviada ao bispo local, Dom Vito Angiuli.

“Encorajo a comunidade cristã deste território, os jovens provenientes de países do Mediterrâneo, e todas as pessoas de boa vontade, a considerar a presença de tantos irmãos e irmãs migrantes como uma oportunidade de crescimento humano, de encontro e de diálogo, assim como uma ocasião para anunciar e testemunhar o Evangelho da caridade”, acrescenta o Santo Padre.

Francisco também elogia a iniciativa que levará à assinatura da “Carta de Leuca”, documento final que constituirá um apelo dos jovens participantes do encontro a políticos e governos para que construam um futuro de paz e se empenhem concretamente para a abertura dos “corredores humanitários” para as populações que fogem da guerra.

O evento contou com a participação da Conferência Episcopal Italiana, Pax Christi, Migrantes, Caritas Italiana e outras realidades. A proposta foi ser um testemunho do trabalho da Comunidade de Santo Egídio, que cria ‘corredores humanitários’ para consentir a quem foge das atrocidades da guerra imigrar com segurança.

Comentando a mensagem do Papa, a porta-voz do Centro Astalli – centro dos jesuítas para os refugiados na Itália – Donatella Parisi, destacou que Francisco permanece um defensor da riqueza que carregam consigo os migrantes, cada vez mais considerados somente um problema e uma emergência.

“Papa Francisco manda uma mensagem aos 250 jovens reunidos em Puglia, no Salento. Na realidade é uma mensagem que deve chegar a todos os jovens do mundo: ‘abram-se, tenham vontade de conhecer, sejam curiosos, porque o outro e o encontro com o outro representam sempre uma ocasião de crescimento fundamental’”.

Por Canção Nova, com Rádio Vaticano

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

Comunidade Emanuel Brasil 2014 - 2017 © Todos os direitos reservados