Comunidade Emanuel do Brasil

Josh Miechels será ordenado diácono nesta quinta-feira

MiechelJosh Miechels, 34 anos, será ordenado diácono em vista do sacerdócio na diocese de Sydney, na Austrália, no dia 26 de março de 2015, às 18h30, na Basílica Notre-Dame-Secours-des-Chrétiens (Nossa Senhora Seguro dos Cristãos) pelo Monsenhor Anthony Fisher, arcebispo de Sydney.

Miechels cedeu entrevista exclusiva à Comunidade Emanuel. Leia:

 

Como você recebeu o chamado do Senhor?
Josh: Aos dez anos eu tive desejo de me doar ao Cristo à maneira de Francisco de Assis, Maximiliano Kolbe e João Paulo II, descoberto em quadrinhos. Mas no primeiro ano do colegial, eu passei a me interessar muitas coisas e Deus foi ficando cada vez mais e mais de lado. Depois em 2000, logo após uma experiência espiritual inesperada, eu escolhi de novo viver com Deus, mas não pensava mais na possibilidade de ser padre! Alguns anos mais tarde, durante um retiro universitário eu recebi uma palavra: aquela que fala dos discípulos que reconhecem o Cristo na Eucaristia, no caminho de Emaús. Procurando um conselho com um membro da equipe, ele me sugeriu que talvez o Senhor me chamasse para tornar-me padre… Mesmo que essa ideia tenha me parecido estranha num primeiro momento, porque eu já tinha meus próprios projetos, não consegui mais me esquecer disto e a questão: “Mas e se Deus me chama para me tornar padre?” passou a ressoar e mim. Por isso eu decidi resolver esta questão fazendo o ano São José na Bélgica (propedêutico – ano de discernimento para jovens que pensam no sacerdócio no seio da Comunidade Emanuel). Em suma foi por meio da graça!

Qual é o teu caminho na Comunidade Emanuel?
Josh: Eu encontrei a Comunidade graças a um convite e um membro da pastoral universitária para participar de um Fórum Internacional de Jovens em Bandung, na Indonésia. Levei quase uma semana para compreender que ele era organizado e sustentado por uma comunidade! Mas eu fiquei muito impressionado com a beleza da liturgia (ainda que fosse em uma outra língua, misteriosamente isso não trouxe nenhum obstáculo), pela precisão e sabedoria dos ensinos e principalmente pela alegria e caridade de todos. Esta experiência me ajudou a me decidir a participar da “ESM Roma” (Emmanuel School Mission). No início em não pensava em me engajar na Comunidade, mas a equipe e os estudantes me permitiram fazer a experiência de uma vida comunitária feita a serviço da liberdade e da santidade da pessoa humana. Então, como eu queria uma vida cotidiana centrada sobre Jesus na Eucaristia, no louvor, na ação do Espírito Santo a proclamação do amor de Deus pelos homens – todos juntos, quando eu retornei ao meu país, eu me comprometi na comunidade.

Para você a compaixão, a adoração e a evangelização são o quê?
Josh: a adoração é dar um tempo para ser amado por Ele, que é o único no Universo que me ama como eu preciso. Mas também é dar um tempo para ama-lo e me maravilhar em retorno. Na adoração, Jesus me transforma Nele.
A compaixão é muito simples: com um olhar transformado e aberto por Deus na oração, eu descubro que há muitas pessoas em torno de mim que não viveram esta experiência, que não se sentem amadas por Deus ou mesmo pelos homens. A adoração me abre a esta realidade e me mantém mais “aberto”. Então tudo é muito simples, pela graça da adoração descubro que eu amo todas as pessoas que percebo serem amadas de Deus. Isso me faz querer ajuda-las a descobrir o amor, a presença e a certeza de que Deus procura se doar a eles. Isso é a evangelização!

Rezemos por ele!

 
Texto: redação do Site Internacional da Comunidade Emanuel: www.emmanuel.info

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

Flickr