Comunidade Emanuel do Brasil

Notícias › 29/07/2020

Santuário Nacional volta a realizar celebrações com a presença de fiéis

cq5dam-thumbnail-cropped-750-422

Com muito cuidado e observando rigorosos critérios e diretrizes sanitárias, o Santuário Nacional de Aparecida voltou a realizar celebrações com a presença de fiéis na terça-feira (28). Após mais de quatro meses de interrupção, a primeira celebração do dia, às 6h45, contou com aproximadamente cem pessoas, que passaram por um rígido controle na entrada, com aferição de temperatura, distribuição de álcool em gel e orientações sobre o fluxo de circulação e distanciamento social no interior da Basílica. As celebrações, que chegavam a reunir cerca de 35 mil devotos, agora vão se realizar com o número máximo de mil peregrinos.

O sentimento é de gratidão e esperança. Nos olhos de cada devoto, era possível perceber a emoção de estar mais uma vez na Casa da Mãe. As quatro celebrações diárias no Santuário Nacional (6h45, 9h, 12h e 16h) e na Matriz Basílica (Consagração às 15h e Missa às 18h) rezaram em memória das mais de 80 mil vítimas da Covid-19 no Brasil até o momento.

Na primeira celebração do dia, às 6h45, o Administrador Ecônomo do Santuário Nacional, Pe. Luiz Claudio Alves de Macedo, C.Ss.R., fez questão de ressaltar o quanto é bom poder novamente acolher a cada um na Casa da Mãe: “Sejam bem-vindos novamente a Casa da Mãe Aparecida”, exclamou.
Ao final da celebração, Padre Luiz Claudio falou sobre todo o processo de adequação pelo qual passou o Santuário, desde o início da pandemia, em março. A primeira devota a entrar para participar da celebração, Luciana Elache, de Aparecida, também descreveu o seu sentimento ao retornar à Casa de Nossa Senhora.

A Mãe Aparecida nunca nos abandona

Na segunda celebração do dia, às 9h, o padre Carlos Alberto Pereira, C.Ss.R., também saudou aos fiéis que estiveram presentes:

“É uma emoção muito grande estar aqui celebrando com a presença dos féis no Santuário, é claro, tendo um protocolo, uma responsabilidade, um compromisso com a saúde, porque a preocupação continua”, salientou. Na homilia, ele rezou a Nossa Senhora Aparecida: “Mãe, muito obrigado por ter caminhado conosco ao longo desses mais de quatro meses! Um caminho muito difícil, cheio de dificuldades, mas Ela não nos abandonou”.

Fonte: A12

Via Vatican News

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

Flickr